Reuters
Reuters

Venezuela faz acusações contra a Colômbia por motivo eleitoral, diz Santos

Segundo o presidente colombiano, escassez no país vizinho se deve ao fracasso de seu modelo econômico

O Estado de S. Paulo

02 Setembro 2015 | 21h12

BOGOTÁ - A Venezuela tenta responsabilizar a Colômbia de seus problemas internos por motivos políticos e eleitorais, disse nesta quarta-feira o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, acrescentando que a escassez de produtos básicos no país vizinho se deve ao fracasso do seu modelo econômico.

Em declarações que poderiam aumentar a tensão diplomática entre os países, Santos rejeitou as acusações do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, de que está sendo preparado um complô em Bogotá para assassiná-lo sem que o governo da Colômbia faça algo para impedir.

"São acusações absurdas, ridículas", afirmou Santos, que criticou novamente as deportações de colombianos da Venezuela e denunciou atropelos e violações aos direitos humanos.

"O mundo inteiro sabe que a escassez dos produtos na Venezuela se deve a uma política econômica que fracassou miseravelmente. A situação não tem nada a ver com a Colômbia, nem com os colombianos", afirmou o mandatário durante reunião com ministros na cidade fronteiriça de Cúcuta.

Maduro ordenou o fechamento de parte da fronteira comum há duas semanas, depois que um confronto entre contrabandistas e militares deixou dois soldados feridos. / REUTERS

Mais conteúdo sobre:
Venezuela Colômbia crise

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.