Venezuela diz que capturou 'espiões' colombianos

A Venezuela disse nesta terça-feira que capturou agentes de segurança colombianos que planejavam desestabilizar o governo, aumentando a tensão entre as nações andinas.

ANA ISABEL MARTINEZ, REUTERS

27 de outubro de 2009 | 21h04

O vice-chanceler venezuelano, Francisco Arias Cardenas, confirmou que houve prisões, mas não forneceu detalhes nem disse quantos colombianos estavam detidos.

"Não subestime a importância de um evento tão sério e tão grave como a captura de agentes de segurança colombianos da DAS (Departamento Administrativo de Segurança), cometendo atos de espionagem", disse Cardenas a jornalistas.

Ele disse que a Venezuela iria apresentar provas para apoiar a acusação nas próximas horas.

Os laços diplomáticos e comerciais entre os vizinhos sul-americanos já se esgarçaram antes. No início deste ano, o presidente Hugo Chávez suspendeu as relações e reduziu o comércio por causa um plano do governo de Bogotá de permitir que soldados norte-americanos usassem sete bases em território colombiano.

A tensão entre Caracas e Bogotá aumentou no fim de semana depois do assassinato de oito colombianos na fronteira com a Venezuela, um incidente que o governo venezuelano disse que iria investigar.

A Colômbia se recusou a responder às acusações de espionagem na Venezuela.

"Não serei provocado. Acho que é importante não perder de vista o ponto central que é o fato de que 10 pessoas, incluindo oito colombianos, foram mortos em um massacre", disse Maria Luisa Chiape, embaixador colombiano na Venezuela.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELAESPIOES*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.