Venezuela estende fechamento noturno de fronteira com a Colômbia

A Venezuela disse nesta quinta-feira que vai prorrogar por três meses o fechamento noturno de sua fronteira com a Colômbia, numa decisão que faz parte de uma campanha para frear o contrabando generalizado de alimentos e combustíveis.

REUTERS

11 de setembro de 2014 | 21h40

As medidas para impedir o tráfico fronteiriço entre 22h e 5h e limitar o movimento de veículos de carga durante o dia entraram em vigor em meados de agosto para combater o lucrativo tráfico de produtos venezuelanos subsidiados pelo Estado.

"Vamos perseguir e punir com o dobro da severidade de antes", disse o presidente Nicolás Maduro ao anunciar a prorrogação da medida por três meses.

A gasolina da Venezuela é a mais barata do mundo, e muitos outros produtos são vendidos com grandes descontos nas lojas do Estado, permitindo que milhares de pessoas vivam de contrabando ao longo da fronteira com a Colômbia.

Maduro disse que 512 pessoas foram presas desde o início da campanha contra o contrabando, no mês passado, e agradeceu ao governo do presidente colombiano, Juan Manuel Santos, por sua cooperação.

(Reportagem de Andrew Cawthorne)

Mais conteúdo sobre:
VENEZUELAFRONTEIRACOLOMBIA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.