Venezuela nacionaliza seguradora La Previsora

O Parlamento da Venezuela aprovou nesta quarta-feira a nacionalização de uma das principais seguradoras do país, La Previsora, fechada por autoridades em dezembro sob suspeita de atividades ilegais.

REUTERS

18 de agosto de 2010 | 20h06

O presidente Hugo Chávez disse naquela época que a empresa deveria ser estatizada, mas só na quarta-feira o assunto foi a votação na Assembleia Nacional.

A La Previsora havia sido desativada na mesma época em que um banco de sua propriedade, o Confederado, e outras seis instituições financeiras foram fechados por supostos problemas de capitalização e por terem fundos não explicados.

Seis pessoas ligadas a esses bancos foram presas em dezembro, inclusive algumas ligadas a autoridades.

Recentemente, Chávez acelerou o ritmo de sua "revolução socialista", inclusive com a nacionalização de empresas e a edição de novas leis sobre propriedade comunitária.

Ele também ampliou a participação do Estado no setor bancário, e, repetidamente, diz que está combatendo uma "burguesia parasita."

A Venezuela terá eleições parlamentares em 26 de setembro.

(Reportagem de Diego Oré)

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELANACIONALIZASEGURADORA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.