Wilton Júnior/ Estadâo
Wilton Júnior/ Estadâo

'Venezuela não irá assumir a presidência do Mercosul', garante Serra

Ministro das Relações Exteriores foi enfático ao declarar que governo brasileiro não permitira que Caracas passe a presidir o bloco

Jamil Chade, O Estado de S.Paulo

14 Agosto 2016 | 18h47

Rio - O chanceler José Serra garante que a Venezuela não irá assumir a presidência do Mercosul. Falando a jornalistas em um evento no Rio de Janeiro, o ministro das Relações Exteriores adotou um tom enfático ao declarar que o governo brasileiro não permitira que Caracas passe a presidir o bloco. 

Questionado sobre como o Itamaraty iria reagir na próxima reunião do Mercosul diante da controvérsia sobre o papel da Venezuela, Serra foi incisivo. "A Venezuela, o presidente Nicolas Maduro, não vai presidir o Mercosul", disse. "Essa certeza todos podem ter", declarou.

Serra ainda voltou a comentar a proposta do governo de rebaixar a Venezuela dentro do grupo, usando como justificativa o fato de Maduro não ter aderido a alguns dos tratados do bloco. "O Brasil já tem se posicionado sobre isso. A Venezuela não cumpriu os pré-requisitos para a integração. Ela se comprometeu a cumprir todos os tratados e acordos que eram vigentes até quatro anos atrás. A partir daí, segue a norma desses acordos e tratados que ela deixou muitos de lado", disse Serra.

Entre os tratados que deixou de cumprir está, segundo Serra, o acordo de direitos humanos. "Vamos analisar o rebaixamento", completou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.