Venezuela registra 19.133 assassinatos em 2009

Taxa coloca o país como o mais violento da América do Sul

Efe

20 de agosto de 2010 | 13h16

CARACAS - Mais de 19 mil assassinatos foram registrados na Venezuela em 2009, taxa de homicídios equivalente a "75 por cada 100 mil habitantes", informa um estudo do Instituto Nacional de Estatísticas (INE) revelado nesta sexta-feira, 20, pela imprensa local.

 

Veja também:

linkPolitização da criminalidade aumenta insegurança na Venezuela

 

O diário El Nacional publicou sinopses do relatório sobre a segurança do país em 2009, realizado pelo INE a pedido da vice-Presidência, que o recebeu em maio passado, de acordo com o jornal.

 

O El Nacional publica o relatório em meio à polêmica de uma medida preventiva, ditada na terça-feira, que proibia a publicação de "fotos, informações e anúncios" sobre violência na imprensa. Nesta quinta-feira, um tribunal de Caracas modificou "parcialmente" a medida de terça.

 

O diário compara o dado de 75 homicídios por cada 100 mil habitantes com o da Colômbia (onde há um conflito armado), de 32 assassinatos por cada 100 mil habitantes, e com o do México, de 8 por cada 100 mil.

 

De acordo o estudo do INE, do total de homicídios registrados em 2009, 79,48% (15.191) foram cometidos com armas de fogo, enquanto o restante 20,52% com algum outro tipo de armas. Além disso, 81,13% dos assassinados eram homens e 18,87% mulheres, segundo a pesquisa.

Tudo o que sabemos sobre:
VenezuelaChávezviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.