Ariana Cubillos/AP
Ariana Cubillos/AP

Venezuela suspende cúpula devido à saúde de Chávez, dizem fontes

Brasileiro e venezuelano confirmaram cancelamento da Celac, planejada para a semana que vem em Caracas

REUTERS

29 de junho de 2011 | 16h14

CARACAS - A Venezuela suspendeu uma cúpula regional planejada para 5 e 6 de julho para permitir a recuperação mais longa que o esperado do presidente do país, Hugo Chávez, operado recentemente em Cuba, disseram duas fontes diplomáticas na América Latina nesta quarta-feira, 29.

 

Veja também:

linkApós cirurgia, TV cubana mostra Hugo Chávez disposto

linkAnálise: Ausência deixa situação e oposição sem rumo

 

Depois da cirurgia realizada no início do mês, Chávez esperava voltar à Venezuela a tempo de participar do evento programado na ilha Margarita, coincidindo com a comemoração do bicentenário da independência venezuelana da Espanha.

Vários chefes de Estado latino-americanos confirmaram presença no primeiro encontro de um novo grupo chamado Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac).

"A Venezuela cancelou a cúpula", disse uma fonte diplomática brasileira à Reuters. Outra fonte na capital da Venezuela, Caracas, confirmou.

O cancelamento do encontro é um golpe para Chávez, que gosta de chamar a atenção em cúpulas e estava planejando uma grande festa nacional, com chefes de Estado, para comemorar a independência.

Tudo o que sabemos sobre:
VENEZUELACUPULASUSPENDE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.