Venezuela vai adquirir companhias estrangeiras de cimento

A Venezuela vai adquirir a participaçãomajoritária dos ativos das principais empresas de cimentoestrangeiras em uma nova onda de nacionalizações, afirmou ogoverno nesta segunda-feira, divulgando os primeiros detalhesdo plano anunciado na última semana.O governo socialista comprará pelo menos 60 por cento daunidade local de mexicana Cemex, da francesa Lafarge e da suíçaHolcim, em um esquema similar ao projeto de nacionalização depetrolíferas no ano passado. As três empresas são as principais fabricantes de cimentodo mundo e dominam o setor na Venezuela. A nacionalização vaideixar apenas algumas pequenas empresas domésticas em mãosprivadas. O ministro do Petróleo, Rafael Ramirez, divulgou o planopara colocar o Estado no controle da indústria após seencontrar com autoridades das três companhias. "Nós estamos certos de que no curto prazo poderemosprogredir nas negociações com estas companhias, que serãorealizadas de forma bilateral com cada uma delas", disseRamirez à rede de televisão estatal. No ano passado, a empresa estatal de petróleo pagouindenizações para adquirir o poder da maior companhia privadade petróleo do país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.