Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Vice da Colômbia denunciará situação de reféns das Farc à ONU

Santos fará discurso durante a abertura do Conselho de Direitos Humanos da ONU sobre prática de seqüestros

Efe

29 de fevereiro de 2008 | 22h07

O vice-presidente colombiano, Francisco Santos, denunciará na próxima segunda-feira, 3, durante a sessão de abertura do Conselho de Direitos Humanos da ONU em Genebra, a situação vivida pelos reféns das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), informaram nesta sexta-feira, 29, fontes de seu escritório.   Veja também:   Presidente da Colômbia pede que Farc libertem Ingrid Betancourt 'Morte parece ser uma doce opção', diz refém das Farc   Santos "denunciará a desumana prática do seqüestro por parte das Farc e as condições infames nas quais os reféns são mantidos", acrescentaram as fontes.   O vice-presidente colombiano "se referirá também a cada um dos passos realizados pelo Governo em busca de uma troca humanitária e à sistemática recusa das Farc para acolher suas propostas e as dos países e entidades mediadores".   O colombiano viajará este fim de semana a Genebra, onde assistirá à sétima sessão do Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, que será inaugurada na segunda-feira, 3, pelo secretário-geral Ban-Ki-moon.   A alta comissária para os Direitos Humanos, Louise Arbour, e a chanceler suíça, Calmy-Rey, também participarão da inauguração do conselho e, imediatamente depois desta, o vice-presidente colombiano tomará a palavra. 

Tudo o que sabemos sobre:
FarcColômbiaONU

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.