Arquivo/Reuters
Arquivo/Reuters

Vice da Colômbia recebe alta após passar por cirurgia no coração

Angelino Garzón terá de ficar 30 dias em repouso antes de retomar suas atividades como vice

15 de agosto de 2010 | 19h27

BOGOTÁ- O vice-presidente da Colômbia, Angelino Garzón, teve alta neste domingo, 14, de uma clínica onde foi operado do coração neste semana por causa da obstrução de suas artérias coronárias.

 

"Desde hoje, o senhor vice-presidente estará em recuperação em sua casa por 30 dias antes de poder voltar a suas atividades", disse Gilberto Mejía, diretor científico da Clínica Shaio, ao norte de Bogotá, onde Garzón estava internado.

 

Segundo o funcionário, o vice, de 63 anos, precisará seguir uma rotina de exercícios e mudar sua dieta.

 

O presidente Juan Manuel Santos, que assumiu o cargo junto a Garzón em 7 de agosto, "conversou por telefone com o vice-presidente e lhe recomendou ficar em repouso para que reinicie, no tempo indicado, todas as suas atividades", afirmou um comunicado da Presidência.

 

Na madrugada da última segunda, Garzon foi internado com fortes dores no peito e foi submetido a uma cirurgia para a colocação de cinco pontes de safena.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.