Violência faz ministro da Guatemala renunciar

País da América Central tem das criminalidades mais altas do continente

AP

10 de julho de 2009 | 00h39

O ministro do interior da Guatemala, Salvador Gándara, renunciou ao cargo, na quinta-feira, 9, em meio a um aumento da criminalidade e da escalada da violênica no país. É o quarto homem a ocupar a pasta nos 18 meses de governo do presidente Alvaro Colom.

 

O agora ex-ministro assegurou que não foi destituído do gabinete. "Posso garantir que saio de comum acordo com o presidente," disse Gándara, em coletiva de imprensa. Para o seu lugar já foi nomeado o vice-ministro, Raúl Velásquez.

 

Com 6.200 assassinatos oficialmente registrados desde 2008, a Guatemala - de 12 milhões de habitantes - é uma das nações mais violentas do continente.

Tudo o que sabemos sobre:
GuatemalaAmérica Centralviolência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.