Voltam à Colômbia dois dos reféns soltos pelas Farc

Dois dos quatro ex-parlamentareslibertados na semana passada pela guerrilha colombiana Farcvoltaram na segunda-feira ao seu país, provenientes daVenezuela, após mais de seis anos de cativeiro. Gloria Polanco e Luis Eladio Pérez desembarcaram de umavião Falcon 500 do governo venezuelano e anunciaram queficarão no país só até quarta-feira, quando viajam a Cuba parareceber tratamento médico especial. Os dois políticos foram entregues junto com os tambémex-parlamentares Jorge Eduardo Gechem e Orlando Beltrán pelasForças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) ao governo dopresidente venezuelano, Hugo Chávez. Gechem e Beltrán já estão fazendo tratamento médico emCuba. "Não me caibo de alegria, de felicidade, mas também comdor na minha alma, porque chego e não encontro meu esposoJaime", disse a ex-senadora Polanco. Jaime Lozada morreu num ataque das Farc em dezembro de 2005numa estrada do Departamento do Huila (sul). "Regressei agora à Colômbia para estar com meus filhos emeus irmãos, mas volto na quarta-feira, voltamos os quatroparlamentares a Cuba, que é onde nos vão fazer a checagemmédica profunda", declarou ela a jornalistas. Os dois políticos desembarcam em meio a uma crisediplomática envolvendo a Colômbia e os governos de Quito eCaracas, devido a uma ação militar colombiana em territórioequatoriano, que resultou na morte do dirigente guerrilheiroRaúl Reyes. (Reportagem de Nelson Bocanegra)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.