Vulcão Nevado de Huila aciona alerta vermelho na Colômbia

As autoridades estimam que entre 13 mil e 15 mil pessoas devem deixar os povoados mais próximos ao vulcão

Associated Press e Efe

15 de abril de 2008 | 03h59

As autoridades colombianas declararam estado de alerta depois do início de uma erupção com emissão de cinzas no vulcão Nevado de Huila, no sudoeste colombiano, com previsão de desejadores milhares de pessoas. O Instituto Colombiano de Geologia de Minérios - Ingeominas - emitiu um "alerta vermelho" pelo "processo de caráter eruptivo no vulcão" de Nevado de Huila, a 240 quilômetros a sudoeste de Bogotá.   Em um comunicado divulgado em sua página na web, o Instituto informou que a atividade do vulcão começou às 23h08 (hora local) da segunda-feira, 14. Na classificação do Ingeominas existem quatro níveis de alertas: o nível I ou vermelho, que corresponde a uma erupção iminente ou em curso, até o nível IV ou verde, em que um vulcão tem um comportamento estável.   Desde o 8 de abril o Nevado de Huila, de 5.364 metros de altura e o ponto mais alto da cordilheira central andina, se encontrava estável. Os primeiros alertas do aumento da atividade dos sismos internos começou no domingo, 13.   As autoridades estimam que entre 13 mil e 15 mil pessoas devem deixar os povoados mais próximos ao vulcão. Leia mais no site do Instituto.

Tudo o que sabemos sobre:
vulcãoColômbiaNevado de Huila

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.