Zelaya convoca assembleia da resistência popular

Ex-presidente e seguidores querem discutir a importância de uma constituição paa o país

Efe,

13 de junho de 2011 | 03h04

TEGUCIGALPA - O ex-presidente de Honduras Manuel Zelaya e seus seguidores se reuniram ontem e hoje no norte do país para discutir sobre a importância que tem para o país uma constituição e convocaram uma assembleia da resistência popular para o dia 26 de junho, informou no domingo, 12, um assessor do ex-mandatário.

 

Zelaya, que desde ontem se encontra no departamento de Colón, também está promovendo o que seria uma frente ampla política, dentro da Frente Nacional de Resistência Popular (FNRP), no qual participam setores de diferentes ideologias, explicou seu assessor Rasel Tomei.

 

Tomei disse no domingo, 12, que a concentração de hoje em Tocoa foi grande, com milhares de hondurenhos procedentes de diferentes regiões do país.

 

O assessor acrescentou que Zelaya também deve se reunir com dirigentes do Movimento Unificado Camponês do Aguán (Muca), que exige terras ao governo.

 

A situação no departamento onde Zelaya está se tornou muito conflituosa nos últimos dois anos pela ocupação de centenas de camponeses em fazendas, que em várias ocasiões entraram em choque com seguranças particulares. Os confrontos armados deixaram mais de 20 de mortos.

Tudo o que sabemos sobre:
ex-presidentezelayahonduras

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.