Zelaya e Micheletti confirmam presença em diálogo

Encontro será na Costa Rica, começa no sábado, mas pode tomar todo o fim de semana

Efe

16 de julho de 2009 | 02h12

O governo da Costa Rica confirmou na noite de quarta-feira 15, a presença das delegações do líder deposto de Honduras, Manuel Zelaya, e do presidente em exercício, Roberto Micheletti, à segunda parte do diálogo que busca uma solução para a crise política do país. O encontro está agendado para o sábado, 18.

 

Leia também

linkCosta Rica convoca nova reunião sobre crise em Honduras

 

As duas delegações se sentarão à mesa de diálogo, que acontecerá de novo na residência particular do presidente Óscar Arias. A reunião pode se estender até domingo.

 

O grupo que representará Zelaya será formado por Arístides Mejía, ex-ministro da Defesa; Milton Jiménez, ex-chanceler, e Enrique Flores Lanza, ex-ministro da Presidência.

 

Já a delegação de Micheletti terá o novo chanceler, Carlos López; o empresário e ex-ministro, Arturo Currais; Mauricio Villeda, ex-pré-candidato à Presidência pelo Partido Liberal, e Vilma Cecilia Morales, ex-presidente da Suprema Corte de Justiça.

 

A confirmação oficial põe fim à incerteza que cercava o processo de mediação liderado por Arias, depois das declarações feitas ontem por Zelaya na Guatemala, em que chamou os hondurenhos a uma revolta para tirar Micheletti do poder.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.