Zelaya recebe apoio e críticas de hondurenhos pelo Twitter

Brasileiros usam a rede para reclamar de insultos; venezuelanos dizem que Brasil quer retomar influência na AL

Rodrigo Martins, do estadao.com.br

22 de setembro de 2009 | 17h57

No mesmo calor das notícias da permanência do presidente deposto Manuel Zelaya na Embaixada Brasileira em Honduras, a rede de microblogging mais popular atualmente, o Twitter, foi infestada com relatos e discussões entre hondurenhos, brasileiros e até venezuelanos sobre o caso.

 

Veja também:

lista Ficha técnica: Honduras, um país pobre e dependente dos EUA

lista Eleito pela direita, Zelaya fez governo à esquerda em Honduras

lista Cronologia do golpe de Estado em Honduras

especialEntenda a origem da crise política em Honduras

mais imagens Veja galeria de imagens do retorno

som Eldorado: Ouça entrevista de Zelaya

 

Pelo Twitter, há hondurenhos que apóiam Zelaya e outros que defendem o governo de facto. Brasileiros reclamam dos insultos que têm recebido no site pelo fato de o presidente deposto estar na Embaixada brasileira. E venezuelanos afirmam que tal fato, inclusive, é uma forma de o Brasil retomar a influência "tomada" por Hugo Chávez.

 

Muitos hondurenhos estão usando seus perfis para fazer relatos em última mão dos acontecimentos locais. O webmaster José Luis Romero, do http://twitter.com/elboby, já postou 120 '"twitts" em 24 horas. Ele está transmitindo imagens ao vivo da situação local de tempos em tempos, avisando antes em sua conta no Twitter. "As ruas estavam vazias. Há barreiras com fogo", descreveu em um dos posts.

 

Esses mesmos twitteiros de Honduras dividem-se entre os apoiadores e críticos ao presidente deposto. Uma usuária que se identifica como Monik (http://twitter.com/Mon_i_K) pede: "Zelaya, fora de nosso país". Já o twitteiro que se apresenta como "Contra El Golpe" (http://twitter.com/contraelgolpe) deu as boas vindas a Zelaya quando regressou ao país e anunciou da "Caravana da Resistência" à Embaixada Brasileira.

 

As notícias de Honduras, embora tenham movimentado bastante o Twitter, ainda não entraram para a lista dos dez assuntos mais comentados do site, os "trending topics". Mesmo assim, há opiniões em português, espanhol e inglês de pessoas que estão preferindo acompanhar minuto a minuto os relatos e os links com notícias enviados pelos internautas. Para consultar, faça uma busca por #honduras ou # Zelaya.

Tudo o que sabemos sobre:
twitterhonduraszelaya

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.