Autor de livro crítico a Obama é detido no Quênia por imigração

Candidato democrata à Presidência é bastante popular no país por ser filho de economista queniano

Agência Estado e Associated Press,

07 de outubro de 2008 | 08h50

O autor norte-americano de um livro que critica o candidato presidencial Barack Obama foi detido nesta terça-feira, 7, no Quênia, enquanto autoridades revisam sua situação migratória, informou um funcionário. Jerome Corsi foi levado ao escritório da entidade encarregada do setor de imigração.   Veja também: Em dia de debate, Obama sai na frente em pesquisa Obama vincula McCain a escândalo financeiro Obama x McCain  Entenda o processo eleitoral   Cobertura completa das eleições nos EUA   Corsi é autor do livro The Obama Nation: Leftist Politcs and the Cult of Personality, no qual descreve o candidato do Partido Democrata à Casa Branca como um homem radical e perigoso. A obra inclui insinuações e fatos falsos, como o que foi criado como um muçulmano e que freqüentou uma igreja radical de negros.   Obama é cristão e era membro da Igreja Batista da Trindade Unida em Cristo, em Chicago. Ele abandonou a igreja em maior por causa dos sermões radicais de seu ex-pastor Jeremiah Wright. O candidato democrata é bastante popular no Quênia. Seu pai, com quem Obama pouco conviveu, foi um economista nascido no país africano. Um funcionário da imigração disse que Corsi não tinha um "visto especial" para trabalhar no país e que ainda não foi decidido o que ocorrerá com ele.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUABarack ObamaQuênia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.