Sisti/Milwaukee Journal-Sentinel via AP
Sisti/Milwaukee Journal-Sentinel via AP

Bala perdida mata adolescente que escreveu texto anti-armas nos EUA

Sandra Parks tinha 13 anos e foi atingida enquanto assistia televisão na sala de sua casa

O Estado de S.Paulo

24 de novembro de 2018 | 13h55

Quando estava na sexta série, Sandra Parks escreveu uma redação premiada sobre a violência das armas e o crime em sua cidade natal, Milwaukee, nos Estados Unidos. Na última segunda-feira, 19, dois anos depois de descrever como “estamos em um estado de caos”, ela foi morta após uma bala perdida ser disparada em direção à sua casa e entrar em seu quarto.

Sandra, que tinha 13 anos, estava assistindo televisão quando foi atingida, contou sua irmã Tatiana Ingram. 

“Minha irmã encarou isso como uma soldada: ela apenas andou pelo cômodo e disse: ‘Mamãe, eu fui baleada’, disse Tatiana. “Ela foi atingida apenas uma vez, no peito. A bala não era nem para ela”.

A mãe de Sandra, Bernice Parks, disse ao The Milwaukee Journal Sentinel que sua filha do meio era “tudo que esse mundo não é”. 

“Meu bebê não gostava de violência. Ela era o meu anjo desde quando estava no meu útero até quando ela saiu”. 

Na redação escrita por Sandra, que ficou em terceiro lugar no concurso Martin Luther King em 2016, ela pedia por mais empatia e menos negatividade e enfatizava a importância de conseguir educação para fazer do mundo um lugar melhor.

“Nós somos os futuros líderes, mas se nós não tivermos educação, nós não realizaremos nada”, escreveu.

Ela descreveu o mundo no qual “as crianças são vítimas da violência das armas”.

“Às vezes, eu preciso escapar do que eu vejo e escuto todos os dias”, ela escreveu. 

Nos últimos dois anos, 12 estudantes das escolas públicas de Milwaukee foram assassinados, um porta-voz do distrito escolar disse. Sandra é a sétima desde janeiro.

“Isso é parte da insanidade que vemos em Milwaukee”, disse o prefeito Tom Barrett. “Eu olho para onde nós estamos agora como uma cidade e isso parte o meu coração. Como um pai, isso parte o meu coração”.

Na quarta-feira, a corte de Milwaukee acusou Isaac D. Barnes, de 26 anos, e Untrell Oden, de 27, pela morte de Sandra. Os dois homens já possuem condenações por roubo à mão armada.    

De acordo com as autoridades criminais, durante uma busca perto da casa de Sandra, policiais encontraram Oden e Barnes “se escondendo em um armário”. 

“O motivo ainda está sendo investigado”, disse o sargento Sheronda Grant, porta-voz do Departamento de Polícia de Milwaukee. A polícia ainda investiga se foi um ataque aleatório ou se a alguém na casa era o alvo. /NYT e AP 

          

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.