Campanha de Obama anuncia morte de avó do democrata

Aos 86 anos, Madelyn Dunham foi vítima de câncer; candidato havia parado campanha para visitá-la no Havaí

Da Redação, com agências internacionais,

03 de novembro de 2008 | 19h43

A campanha do candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, anunciou nesta segunda-feira, 3, a morte da avó do senador por Illinois. Na véspera das eleições, Madelyn Dunham, de 86 anos, foi vítima de câncer. Há duas semanas, Obama havia interrompido sua campanha para visitar a avó no Havaí.   Veja também: Estadao.com.br na terra dos Obamas Diário de bordo da viagem ao Quênia  Confira os números das pesquisas nos Estados Obama x McCain  Entenda o processo eleitoral   Cobertura completa das eleições nos EUA   "É com grande tristeza que anunciamos que nossa avó, Madelyn Dunham, faleceu em paz após umabatalha contra o câncer", disse Obama, em comunicado conjunto com sua irmã, Maya Soetero-Ng. "Ela era orgulhosa dos seus netos e bisnetos, e deixou este mundo com a consciência de que sua influência sobre todos nós foi positiva e duradoura. Nossa dívida com ela não tem limites", acrescenta a nota.   Madelyn, a mulher que ajudou a criar Obama, era chamada por ele de "Toot" - abreviação de "tutu", a palavra havaiana para avó. Ela havia quebrado o quadril e estava bastante doente. Quando viajou a Honolulu, o democrata afirmou que não desejava repetir o erro cometido com sua mãe, que morreu de câncer antes de o filho ter conseguido ficar ao lado dela.   "Nós sabíamos que ela não estava bem. Mas, vocês sabem como é, o diagnóstico era tal que acreditamos ter um pouco mais de tempo. E não tivemos", disse Obama a respeito da morte de sua mãe. "Quero ter certeza de não cometer o mesmo erro duas vezes."   O candidato democrata costuma falar em seus comícios sobre seus avós. O avô dele lutou na Segunda Guerra Mundial e a avó trabalhou em uma linha de montagem de bombardeiros. Os dois mais tarde se mudaram para o Havaí, onde ela se tornou vice-presidente de um banco.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack Obamaeleições nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.