Democrata aposta em Hillary como vice de Obama

Governador do Novo México disse que Obama não decidirá rapidamente sobre o apoio da ex-candidata

EFE

07 de junho de 2008 | 15h03

O ex-candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos e governador do estado do Novo México, Bill Richardson, disse neste sábado, 7, que o Partido Democrata precisa do "apoio da senadora (Hillary) Clinton" e de seus eleitores para chegar à Casa Branca. Veja também  Hillary Clinton agradece aos eleitores e pede apoio para Obama  Pouco antes de a senadora anunciar publicamente sua saída da campanha e seu apoio a Barak Obama, o governador previa, em declarações à imprensa em Madri, que "a senadora (Hillary) Clinton estará na lista (de Obama para possíveis candidatos à Vice-Presidência)".  No entanto, Richardson ressaltou que essa decisão corresponde apenas a Obama "e ele disse que demorará um pouco para tomar essa decisão", mas a divulgará antes da Convenção do Partido Democrata, em agosto. "Não será uma decisão rápida" nem deve ser adotada sob nenhum tipo de pressão, disse o governador. Na sua opinião, Barak Obama tem muitas chances de se tornar presidente dos Estados Unidos, porque "representa a mudança, representa uma nova geração de líderes políticos" e é "o candidato mais forte que tivemos em muitos anos para conseguir a Casa Branca".

Mais conteúdo sobre:
Eleições nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.