Democratas oficializam candidatura de Obama à Casa Branca

Senador obtém indicação formal por aclamação na Convenção do partido; pedido foi feito por Hillary Clinton

Agências internacionais,

27 de agosto de 2008 | 19h56

O senador Barack Obama foi nomeado oficialmente candidato democrata à Casa Branca nesta quarta-feira, 27. Primeiro candidato negro por um grande partido, ele obteve a indicação formal na Convenção Democrata, em Denver. Obama enfrentará John McCain, o candidato republicano, nas eleições gerais, marcadas para 4 de novembro.   Veja também: Perfil: Obama pode ser o 1.º presidente negro  Hillary libera delegados para votarem em Obama Após Hillary, Bill Clinton apoiará Obama Galeria de fotos da Convenção  Obama x McCain Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA     Em nome do seu Estado de Nova York e "pelo espírito de unidade", Hillary Clinton, ex-rival de Obama nas primárias, pediu que votação fosse suspensa quando o resultado era de 1.549 votos para o senador e 341 para ela, e Obama foi nomeado por aclamação. A maioria necessária para a indicação estava fixada em 2.210 votos.   Após uma dura batalha de primárias, a campanha de Obama concordou com que o nome de Hillary Clinton fosse submetido à votação na Convenção, como uma maneira de reconhecer os 18 milhões de votos queobteve durante o processo e para aplacar a frustração de seus seguidores.   "Com os olhos focados no futuro, em espírito de união, vamos declarar juntos que Barack Obama é nosso candidato e ele será o nosso presidente", declarou a senadora. Obama aceitará formalmente a indicação na quinta-feira, quando discursará em um estádio para cerca de 75 mil pessoas.   De Alabama a Washington, os cerca de 4,4 mil delegados que representam seus Estados na Convenção Democrata de Denver votaram por pouco mais de uma hora nos dois candidatos.   Segundo o jornal The New York Times, a nomeação do senador não encerra completamente o drama da legenda, dividida entre Obama e Hillary, que tem marcado a Convenção. Mais tarde, o ex-presidente Bill Clinton, marido da ex-primeira dama, discursará no evento, dando ao casal duas noites de destaque na reunião democrata - na terça, Hillary subiu ao palco para se pronunciar a favor da candidatura do senador por Illinois.   Mais cedo, Hillary liberou seus cerca de 2 mil delegados para votarem por Obama. Ela fez um breve discurso e quando pediu para todos a votarem no senador, muitos gritaram "não". Obama estava em Denver, mas não no centro de convenções no momento da nomeação. Segundo seus assessores, ele poderá comparecer mais tarde à Convenção para agradecer os delegados.    

Tudo o que sabemos sobre:
Barack Obamaeleições nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.