Em Israel, McCain se compromete com paz no Oriente Médio

Virtual candidato republicano diz ao presidente palestino que apóia solução pacífica para o impasse na região

Reuters,

19 de março de 2008 | 07h34

O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, disse ao presidente palestino, Mahmoud Abbas, estar comprometido com uma solução pacífica para o conflito entre israelenses e palestinos, após a saída de George W. Bush da Casa Branca, disse uma autoridade palestina nesta quarta-feira, 19.   Veja também: Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    Em entrevista coletiva ao lado da ministra israelense do Exterior, Tzipi Livni, McCain disse ter telefonado para Abbas, cujo escritório fica na cidade de Ramallah na Cisjordânia, pois não poderia reunir-se pessoalmente com o líder palestino. McCain, que visita Israel como parte do que classificou como turnê de averiguação pelo Oriente Médio, disse que Abbas, apoiado pelo Ocidente, quer seguir adiante com o processo de paz. "Novamente acredito que o presidente Abbas quer esse processo (de paz) iniciado", disse McCain em Jerusalém.   O candidato republicano disse partilhar da preocupação israelense em torno da deterioração da segurança na Faixa de Gaza e com os ataques com foguetes lançados do território controlado pelo Hamas contra Israel. "Acredito que (Abbas) não apóia o tipo de atividade que está acontecendo em Gaza. Sei que o governo dos Estados Unidos está totalmente comprometido em parar isso", disse.   McCain e seus aliados no Senado, o ex-democrata que tornou-se independente Joe Lieberman, de Connecticut, e a republicana pela Carolina do Sul Lindsey Grahan, planejam se encontrar com o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert, ainda na quarta-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUAJohn McCain

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.