Bebeto Matthews/AP
Bebeto Matthews/AP

Estátua da Liberdade é fechada após paralisação do governo americano

Ponto turístico não tem data para reabrir; governo Trump não conseguiu votos necessários no Senado dos EUA para aprovar financiamento

O Estado de S.Paulo

20 Janeiro 2018 | 21h57

A Estátua da Liberdade, um dos pontos turísticos mais famosos dos Estados Unidos, ficou fechada neste sábado (20) com a paralisação do governo federal dos Estados Unidos. Na madrugada de sexta para sábado, o Senado norte-americano não conseguiu a quantidade de votos necessária para aprovar uma medida de curto prazo que pretendia estender o financiamento ao governo de Donald Trump e elevar o teto do endividamento, dando prosseguimento à paralisação da máquina pública.

Os visitantes que tentaram buscar informação sobre o funcionamento da estátua no website oficial se depararam com uma mensagem que dizia: "Com efeito imediato e até novo aviso, o monumento nacional da Estátua da Liberdade e a Ilha de Ellis estão fechados devido a anulações de dotações."

Além da Estátua da Liberdade, todos os parques e monumentos públicos de responsabilidade do governo federal podem ter seu funcionamento interrompido ou alterado. Tal mudança deve prejudicar a economia norte-americana, caso se prolongue, na medida em que viagens podem ser canceladas, comprometendo regiões nas proximidades desses pontos turísticos.

O Departamento do Interior dos EUA se comprometeu em manter aberto o máximo de parques e áreas públicas possível. Mesmo assim, neste sábado, primeiro dia da paralisação, o funcionamento já foi irregular. / com Associated Press

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.