Ex-aliado de Hillary, grupo de direito ao aborto apóia Obama

Grupo Naral Pro-Choice America era um antigo apoiador da carreira política da senadora democrata

Associated Press,

14 de maio de 2008 | 14h56

O senador Barack Obama ganhou o apoio do grupo Naral Pro-Choice America, que apóia o direito ao aborto e era um aliado à carreira política de sua rival Hillary Clinton. A organização estava pronta para anunciar seu apoio nesta quarta-feira, 14.   Veja também: Hillary vence as primárias da Virgínia Ocidental Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    "Hoje nós estamos orgulhosos de colocar nosso apoio no pré-candidato que nós acreditamos que irá obter a nomeação democrata, e avançará nas eleições gerais", disse a presidente do grupo Naral, Nancy Keenan, em comunicado.   Oficiais disseram que o comitê político da organização estava divido entre Hillary e Obama, e que a decisão foi difícil. Por fim, após uma votação na sexta-feira, ficou decidido dar o apoio do grupo ao senador por Illinois.   Apesar das pressões para que saia da disputa, Hillary promete continuar na corrida. Na terça-feira, ela venceu por ampla margem as primárias democratas no Estado americano da Virgínia Ocidental, uma vantagem de 41 pontos sobre o senador Obama.   "Havia alguns que queriam acabar com essa disputa antes mesmo de os votos serem depositados nas urnas. Eles diziam 'desista, a montanha é alta demais'. Mas nós sabemos pela Bíblia, que a fé move montanhas'", disse Hillary.   Mas, segundo analistas, o triunfo de Hillary nesse Estado, que só enviará 28 delegados à convenção do Partido Democrata, não altera o quadro da disputa pela candidatura presidencial democrata, que já está praticamente nas mãos de Obama.   As próximas primárias serão no Kentucky e Oregon, que votarão na próxima semana. Espera-se que Hillary vença em Kentucky, enquanto em Oregon Obama é o favorito.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.