Ex-pré-candidato democrata endossa candidatura de Obama

Chris Dodd diz que este é o momento do partido unir forças para derrotar republicanos na corrida presidencial

Associated Press e Reuters,

26 de fevereiro de 2008 | 13h58

O senador Christopher Dodd endossou a candidatura do ex-rival na corrida presidencial Barack Obama nesta terça-feira, 26, afirmando que este é o momento de os democratas unirem forças para derrotar os republicanos em sua campanha.   Veja também: Hillary reforça ataques a Obama em dia de debate Obama tem mais chances de derrotar McCain Foto de Obama com trajes somalis esquenta disputa democrata Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    "Eu não quero uma campanha dividida aqui, e corremos esse perigo", Dodd afirmou, embora tenha negado que a declaração seria um pedido para que a ex-primeira-dama Hillary Clinton encerrasse sua candidatura. Senador pelo Estado de Connecticut, Dodd desistiu no começo de janeiro da disputa pela indicação dos democratas, depois de obter a sexta colocação no caucus (assembléia de eleitores) de Iowa, a primeira prévia do partido.   Dodd disse que Obama "está pronto para ser presidente e estou certo de que apoiarei ele em sua campanha". Os dois senadores apareceram juntos em uma entrevista coletiva. Dodd é o primeiro pré-candidato desistente na corrida democrata a anunciar apoio a um candidato.   O ex-pré-candidato era provavelmente um dos pré-candidatos democratas mais experientes, por ter integrado o Congresso por mais de 25 anos e presidido importantes comissões. Porém, o senador não conseguiu subir na preferência do eleitorado, com pesquisas indicando que os norte-americanos buscam mudanças.   Durante a coletiva, Dodd afirmou que Hillary foi comunicada sobre a sua decisão na segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaChris Dodd

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.