Exército dos EUA busca equipe que caiu em helicóptero no Pacífico

Soldados treinados para ações perigosas no Pacífico estão desaparecidos na região do Havaí após queda de Black Hawk

Associated Press, O Estado de S.Paulo

19 Agosto 2017 | 05h04

HONOLULU – Cinco militares que estavam a bordo de um helicóptero Black Hawk são procurados por mergulhadores do Exército dos Estados Unidos no Oceano Pacífico. Nenhum sinal de vida foi encontrado desde o desaparecimento da aeronave próximo ao Estado do Havaí, na noite da última terça-feira, 15. As Forças Armadas divulgaram neste sábado, 19, que o grupo tinha coletes salva-vidas e tanques de oxigênio para respiração subaquática.

Os soldados treinados para trabalhar nos Black Hawks passam por treinamento para pouso na água e sobrevivência antes de ser encaminhados ao Havaí, segundo informou o porta-voz da 25ª Divisão de Infantaria, Sargento Peter Mayes. As equipes simulam estar a bordo de um helicóptero que cai no oceano e aprendem como se salvar, de acordo com o comunicado.

Mayes também afirmou que não havia bote salva-vidas na aeronave porque os “procedimentos de operação” só exigem botes quando há passageiros não treinados pelas Forças Armadas ou se os coletes salva-vidas são insuficientes para o número de ocupantes. Oficiais passaram os últimos dias vasculhando destroços do helicóptero na região onde foi registrado o acidente, a oeste da cidade de Oahu.

Bombeiros encontraram supostos pedaços da fuselagem e um capacete próximos ao local. A Guarda Costeira relatou que mais destroços ainda estão sendo localizados. A recuperação de pequenos pedaços indica que Black Hawk atingiu a água descontroladamente, segundo a Marinha norte-americana. Isso indica que há pequena probabilidade de encontrar sobreviventes. / AP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.