Gafes de John McCain voltam as atenções para sua idade

Para opositores, constantes erros do republicano de 71 anos indicam que a idade o atrapalharia na Casa Branca

Da Redação, estadao.com.br

22 de julho de 2008 | 16h26

As constantes gafes do candidato republicano à Casa Branca John McCain voltam as atenções à sua idade avançada, informa a rede CBS nesta terça-feira, 22. Nas últimas três semanas, McCain disse "Iraque" quando aparentemente queria dizer "Afeganistão", "Somália" ao invés de "Sudão" e chegou a confundir até times de futebol americano, trocando "Packers" por "Steelers."  Veja também:Obama x McCain Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA  Segundo a CBS, os erros do senador, que completará 72 anos um dia depois que seu rival Barack Obama, de 46, tornar-se o candidato oficial democrata à Presidência na convenção do partido, têm dado munição à oposição. A política externa, destacada pelo republicano como um de seus pontos fortes, ironicamente concentra suas maiores gafes. Sua campanha, porém, diz que Obama também comete vários erros, fazendo referência a uma citação de "57 Estados" (os EUA têm 50 Estados, incluindo o Havaí e o Alasca) e outras gafes que o democrata cometeu trocando os nomes de lugares durante a sessão de eleições primárias, que foram parar no YouTube, destaca a CBS. Em uma entrevista ao programa americano Good Morning America, da rede ABC, McCain foi perguntado se considera a questão do Afeganistão "precária e urgente". Ele respondeu: "Receio que é uma luta muito difícil, particularmente na fronteira entre o Iraque e o Paquistão". No site do programa, um comentário dizia: "O Iraque e Paquistão não fazem fronteira - o Afeganistão e o Paquistão sim", de acordo com a CBS. David Letterman, apresentador da CBS, provocava risadas na platéia na noite de segunda-feira cada vez que dizia "McCain" e "soneca" na mesma frase. Na semana passada, o republicano tentava negar que teria dormido durante uma participação no programa de Conan O’Brien na rede NBC. Enquanto as gafes de McCain levantam dúvidas se sua idade avançada poderia atrapalhar sua gestão na Casa Branca, seus atestados médicos, aparições públicas e agenda de viagens sugerem o contrário. Mas os críticos liberais ressaltam cada erro como um lembrete de que ele é homem velho.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.