Giuliani deixa disputa republicana e anuncia apoio a McCain

Com apelo de votos hispânicos na Flórida, apoio de Giuliani pode causar forte impacto eleitoral na Superterça

Agências Internacionais,

30 de janeiro de 2008 | 22h51

O ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, anunciou sua saída da disputa pela candidatura republicana à presidência dos EUA nesta quarta-feira, 30, declarando apoio à candidatura do senador John McCain.   Veja também: Democrata Edwards desiste de campanha McCain vence na Flórida Hillary vence primária democrata na Flórida Cobertura completa das eleições nos EUA Especial eleições americanas   "Vou apoiar John McCain", disse Giuliani a jornalistas num vôo para Califórnia, segundo informações da CNN. "Teria que tomar a decisão de apoiar aquele que achava ser o outro melhor candidato. Já tinha deixado isso claro antes num debate, que se eu não estivesse competindo, estaria apoiando John McCain", afirmou.   A apoio de Giuliani a McCain, ambos com grande apelo entre o eleitorado hispânicos na Flórida, pode causar um forte impacto eleitoral na Superterça, em 5 de fevereiro, quando se vota em mais de 20 estados, entre eles Nova York e Califórnia.   O ex-prefeito, que já chegou a liderar as pesquisas entre os pré-candidatos presidenciais republicanos, ficou em terceiro lugar nas primárias de terça-feira, 29, na Flórida. O Estado era a grande aposta da campanha do ex-prefeito. McCain obteve 36% dos votos, Romney 31% e Giuliani ficou com 15%.   "Espero que Giuliani realize uma campanha bastante ativa em favor de McCain. Existe uma amizade real e respeito entre ambos", afirmou seu assessor de imprensa, Peter King. Giuliani e McCain já eram amigos e aliados antes do início da corrida presidencial.   A vitória de McCain na Flórida o colocou na liderança da acirrada disputa republicana para obter a nomeação do partido na eleição presidencial de novembro nos EUA.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.