Hillary deve liberar delegados para votarem em Obama

Analistas afirmam que medida mostra unificação do partido e fortalece politicamente a senadora

Agência Estado e Associated Press,

25 de agosto de 2008 | 09h55

A senadora americana Hillary Clinton se reunirá na quarta-feira, 27, com os delegados que ganhou durante as eleições primárias do Partido Democrata e a expectativa é de que ela os libere formalmente para votar em Barack Obama durante a convenção nacional da agremiação política, que começa nesta segunda-feira em Denver.   Veja também: Democratas tentam reunificar partido em Convenção Blogueiros ganham espaço na Convenção Democrata Obama escolhe Biden como candidato a vice Obama não considerou Hillary para vice, dizem jornais Obama x McCain Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    Hillary convidou seus delegados para uma recepção no Centro de Convenções do Colorado, perto do estádio onde os delegados estaduais começarão a se reunir. Questionado sobre os planos de Hillary para o encontro, o porta-voz dela, Philippe Reines disse que "será uma oportunidade para que a senadora Clinton converse com seus delegados, muitos deles pela primeira vez desde o fim das primárias, agradeça a eles pelo apoio e pelo trabalho árduo e, mais importante ainda, os incentive a respaldar e trabalhar pelo senador Obama com a mesma intensidade que fizeram por ela com o objetivo de que ele seja eleito em novembro".   Analistas consideram que a atitude pode ser benéfica de duas formas, especialmente para Hillary: mostrar um partido unido e deixar ver que a senadora ainda tem força política suficiente para uma futura tentativa de chegar à Casa Branca como presidente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.