Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Hillary e McCain vencem na Califórnia

O estado tem o maior número de delegados do país

Efe

06 de fevereiro de 2008 | 04h05

A senadora democrata Hillary Clinton e o republicano John McCain venceram as primárias da Califórnia, o estado mais importante desta "superterça", em função do grande número de delegados que fornecerá às convenções dos dois partidos.Apesar de somente 16% dos votos apurados, no lado democrata todos indicam como certa a vitória de Hilarry, com 55 % dos votos, contra 33% para Barack Obama.Entre os republicanos, John McCain recebeu até agora 44% dos votos, contra 25% de Mitt Romney, e 12% de Mike Huckabee.A Califórnia atrai a maior atenção entre os estados que votaram nesta superterça por enviar 441 delegados democratas e 173 republicanos para as convenções nacionais dos dois partidos.Neste estado, tanto os pré-candidatos democratas como os republicanos receberão a mesma proporção de delegados com a de votos recebidos.Barack Obama fez campanha intensamente neste estado, no qual obteve o apoio de várias personalidades, entre elas Maria Shriver, esposa do governador republicano da Califórnia, Arnold Schwarzenegger, quem deu seu respaldo a McCain. Euforia Democrata A senadora e pré-candidata democrata Hillary Clinton disse que sua vitória obtida nesta terça-feira nas primárias em Nova York demonstra que os americanos querem um "presidente preparado desde o primeiro dia" de seu mandato. "Esta é nossa noite, esta é a noite dos Estados Unidos", disse a senadora. Além de Nova York, estado pelo qual é senadora, Hillary venceu até agora as primárias de Nova Jersey, Arkansas, Oklahoma, Tennessee e Massachusetts, reduto do clã Kennedy, que deu seu apoio ao senador por Illinois Barack Obama. Em seu discurso, a ex-primeira-dama parabenizou Obama pelas vitórias obtidas esta noite. O senador por Illinois disputará com Hillary o posto de candidato democrata na Convenção Nacional do partido, que acontece de 25 a 28 de agosto, em Denver (Colorado). "Quero parabenizar o senador Obama por suas vitórias desta noite", disse Hillary, que assegurou que já pensa nos próximos debates e no resto da campanha eleitoral. "Vamos fazer um país melhor para a próxima geração, porque esse é o trabalho da minha vida", afirmou. "Vejo os Estados Unidos com uma economia que funcione para todos, não para poucos, onde se encontrem bons trabalhos. Vejo os EUA não apenas com cuidados médicos para poucos, mas para todos e cada um dos cidadãos, os EUA que quando os jovens se comprometerem a defender o país, nós nos comprometemos a salvá-los", assinalou. Em seu discurso, aproveitou também para responder às críticas de alguns membros da Presidência de Bush, e assinalou que o país que quer dirigir deve "enfrentar as grandes petrolíferas" e realizar uma "uma revolução de energias limpas", para controlar "a crise da mudança climática".  Prudência Republicana O senador republicano pelo Arizona John McCain assegurou que "ainda falta um caminho muito grande para percorrer" até as eleições presidenciais de novembro, mas considerou que após os resultados das primárias desta "superterça" está "mais perto" de ser o candidato por seu partido à Casa Branca. McCain obteve nesta quarta-feira a vitória nos estados do Arizona, Connecticut, Delaware, Illinois, Nova Jersey, Nova York, Oklahoma e Califórnia, o mais importante da "superterça", com 173 delegados republicanos. Acompanhado por toda a sua família, incluindo sua mãe, que dentro de dois dias completará 96 anos, McCain parabenizou ainda seus principais adversários, o ex-governador de Arkansas Mike Huckabee e o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney.

Tudo o que sabemos sobre:
Eleições EUAsuperterçaeleições

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.