Kyle Grillot/Reuters
Kyle Grillot/Reuters

Iniciativa reúne pais mexicanos com filhos nos EUA separados por décadas

Os visitantes permanecerão no país até o dia 20 de março, mas poderão retornar no futuro pois receberam um visto de turismo com validade de dez anos

EFE

04 Março 2018 | 00h44

LOS ANGELES - A iniciativa "Amor sem fronteiras" reuniu neste sábado, 03, um grupo de pais que vivem no México com seus filhos que vivem nos Estados Unidos, permitindo-lhes voltar a se ver depois de décadas de separação forçada.

"Queríamos encontrar uma forma de poder dar uma luz de esperança à comunidade", explicou à Agência Efe Jorge Galindo, diretor da Associação pelo Êxito e Educação Comunitária do Estado do México (AEECEM, em inglês), que trabalhou junto com vários grupos para colocar este projeto em prática.

Ao se referir a estas situações nas quais os filhos vieram aos EUA e, por não ter uma permissão legal de residência não puderam voltar a viajar para o México a ver seus pais, Galindo afirmou que algumas vezes a morte os separa definitivamente.

Com o apoio do Governo municipal de Almoloya del Río, se conseguiu que o Governo dos EUA desse um visto de turismo para que nove pais de família dessa região mexicana pudessem viajar para Los Angeles e estar novamente com seus filhos e alguns também conhecer seus netos.

+++ A realidade sobre a imigração ilegal nos EUA

Separados por uma cortina que se abriu para uma união emocionante de pais e filhos, os familiares compartilharam depois uma refeição juntos "pela primeira vez em muito tempo".

Como lembrança da reunião se entregou a cada família uma "Vela de Esperança" para significar que "assim como o amor, a luta pela unidade familiar não termina".

Os visitantes permanecerão no país até o dia 20 de março, mas poderão retornar no futuro pois receberam um visto de turismo com validade de dez anos. /EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.