Líder do Partido Democrata pede definição até 1 de julho

Howard Dean afirma que Barack Obama e Hillary Clinton devem focar disputa contra John McCain em novembro

Reuters,

28 de março de 2008 | 10h10

Um importante representante do Partido Democrata afirmou nesta sexta-feira, 28, que a legenda espera que a disputa pela candidatura entre Hillary Clinton e Barack Obama seja definida até o dia 1 de julho, para que a decisão não tenha que ser tomada na convenção democrata de agosto. Howard Dean, ex-governador de Vermont e pré-candidato nas eleições presidenciais de 2004, pediu ainda para que os rivais foquem as eleições gerais e a batalha contra o republicano John McCain, virtual candidato escolhido.   Veja também: Obama conquista o endosso do senador da Pensilvânia Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    "Acredito que seria bom ter tudo decidido até 1 de julho", Dean afirmou durante o programa "Good Morning America", da rede americana ABC. "Se conseguirmos definir ates, será melhor ainda". "Não queremos que isto se transforme em uma grande briga na convenção", afirmou.   Obama, senador pelo Estado de Illinois, conquistou mais vitórias em primárias, mais votos e mais delegados para a convenção que decidira o candidato que enfrentará McCain nas eleições presidenciais de novembro. Porém, Hillary, senadora por Nova York, luta contra as previsões de que sua pré-candidatura esteja chegando ao fim.   Dean afirmou ainda que ele gostaria que os superdelegados do partido - que têm direito de livre escolha em qualquer candidato - falassem publicamente sobre a opção que cada um fará na convenção, para que o perdedor não se sinta ameaçado. "Os candidatos devem entender que têm a obrigação, com o país, de unificar o partido".

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.