Maioria dos democratas aprova chapa conjunta, diz pesquisa

45% dos eleitores democratas consideram aceitável chapa com Obama para presidente e Hillary para vice

Agências internacionais,

25 de março de 2008 | 14h59

Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira, 25, pelo jornal americano USA Today aponta que 45% dos eleitores democratas consideram aceitável uma possível chapa conjunta com Barack Obama como candidato à Presidência americana e Hillary Clinton como vice, enquanto 44% preferem o contrário - com Hillary como candidata à Presidência e Obama para vice - no chamado "time dos sonhos" democrata.   Veja também: Hillary pede criação de painel para enfrentar crise imobiliária Democratas arrecadaram US$ 370 milhões para suas campanhas McCain cogitou mudança para o Partido Democrata, diz NYT Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    A chapa conjunta entre os pré-candidatos democratas foi sugerida pela senadora Hillary após suas vitórias em Texas e Ohio no começo do mês, que trouxeram um novo fôlego para sua campanha. Obama, no entanto, descartou a proposta. "Eu não estou na corrida para ser vice-presidente. Eu disputo a Presidência dos Estados Unidos", enfatizou o senador por Illinois. Os constantes ataques entre os dois pré-candidatos vem causando preocupação dentro do Partido Democrata, que se encontra divido em meio a disputa.   Segundo a nova pesquisa, 30% dos eleitores democratas consideraram a chapa com Obama para presidente e Hillary para vice a melhor opção, enquanto 29% disseram que o inverso seria melhor, com Hillary como candidata à Presidência e Obama para vice.   Um em cada quatro eleitores democratas pesquisados - 26% no caso da chapa Hillary-Obama e 25% para Obama-Hillary - considera inaceitável o "time dos sonhos" com os dois pré-candidatos.   Do outro lado da disputa, a pesquisa indicou ainda que 33% dos eleitores de John McCain consideram muito importante a possível decisão do candidato republicano de escolher alguém mais conservador que ele para ser o candidato republicano à vice-presidência. 36% dos eleitores republicanos disseram que essa escolha será de média importância, enquanto 17% afirmaram que isso não será de importância relevante.   A pesquisa foi realizada entre 14 e 16 de março, com 530 eleitores. A margem de erro é de 5% para mais ou para menos. Na acirrada disputa entre os dois democratas, Obama já obteve um total de 1.596 delegados, contra 1.484 de Hillary. Os candidatos voltam a se enfrentar nas primárias da Pensilvânia, em 22 de abril.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.