TASOS KATOPODIS/AFP
TASOS KATOPODIS/AFP

Manifestantes tentam derrubar estátua de ex-presidente perto da Casa Branca

Participantes do protesto foram repelidos por pelo menos 100 policiais depois de colocarem cordas em torno da estátua de Andrew Jackson, o sétimo presidente dos EUA

Redação, O Estado de S.Paulo

23 de junho de 2020 | 00h56

WASHINGTON - Um grupo de manifestantes tentou derrubar a estátua de Andrew Jackson, sétimo presidente dos Estados Unidos, perto da Casa Branca na noite desta segunda-feira, 22, enquanto a polícia de Washington tentava dispersar o protesto com spray de pimenta. 

Desde a morte de George Floyd, um homem negro que foi sufocado por um policial branco em Minnesota em 25 de maio, uma onda de protestos antirracistas e contra a brutalidade policial se espalhou por todo o país. 

Na segunda-feira, várias centenas de manifestantes foram repelidos por pelo menos 100 policiais depois de colocarem cordas em torno da estátua de Andrew Jackson, que fica na Praça Lafayette, a poucos metros da Casa Branca. 

"A polícia nos atacou. Eles tomaram a justiça em suas próprias mãos", disse à AFP Raymond Spaine, um homem negro de 52 anos que limpou os olhos com uma solução de água e sal. 

Em 1º de junho, a polícia dispersou uma manifestação pacífica com bombas de gás lacrimogêneo naquela mesma praça, minutos antes de o presidente Donald Trump atravessar a sede do governo para tirar uma foto de si mesmo em frente a uma igreja que havia sido incendiada na noite anterior. 

Em resposta aos tumultos derivados dos protestos em algumas cidades, Trump ordenou que as autoridades "dominassem as ruas"

O presidente também ameaçou tirar proveito da Lei da Insurreição, que foi usada excepcionalmente e permite o destacamento das forças armadas nos Estados Unidos./AFP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.