McCain faz sucesso na internet ao mostrar humor na TV

Senador pelo estado do Arizona reagiu com humor às adversidades que enfrenta na corrida à Casa Branca

Efe

02 de novembro de 2008 | 15h24

O candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos, John McCain, se tornou neste domingo, 2, badalado na internet graças a sua aparição no programa Saturday Night Live, onde o senador pelo estado do Arizona reagiu com humor às adversidades que enfrenta na corrida à Casa Branca. Veja também:Vídeo da participação de McCain no SNL (em inglês)  Obama lidera em 5 Estados-chave; McCain, em 2Enquete: Você votaria em McCain ou Obama? Confira os números das pesquisas nos Estados Obama x McCain Entenda o processo eleitoral  Cobertura completa das eleições nos EUA O vídeo de sua participação na noite passada no programa humorístico da rede de televisão NBC é um dos mais vistos na web, a apenas dois dias das eleições. McCain, que viajou para Nova York para participar ao vivo no programa, apareceu perante os espectadores acompanhado por Tina Fey, imitadora da governadora do Alasca e candidata republicana a vice, Sarah Palin. McCain, acompanhado da imitadora Palin, lembrou a importância crucial dos últimos dias de campanha. "Na quarta-feira passada, Barack Obama comprou espaço publicitário em três das grandes cadeias de televisão", disse em referência ao anúncio de meia hora em que o democrata desembolsou vários milhões de dólares. O candidato republicano, com cofres de campanha em pior situação que os de Obama, lamentou o que seu orçamento não dê possibilidades de fazer propaganda em maior escala. "Claro, essas campanhas são caras", disse a dublê de Palin, enquanto acariciava ligeiramente a lapela de sua roupa em uma sutil referência ao polêmico montante de US$ 150 mil que teria sido gasto pelo Partido Republicano em roupas para sua candidata a vice. No programa, os republicanos lançaram, "com exclusividade", uma série de produtos para lembrar a campanha histórica. Entre os produtos, que segundo a atriz seriam para ser vendidos na internet, a edição limitada dos "Joe" da corrida à Casa Branca, em referência a Biden, vice democrata, e ao "encanador", um dos grandes personagens dessa eleição. Tina Fey não deixou passar a oportunidade de zombar dos aparentes desencontros entre McCain e Palin, ao oferecer, sigilosamente, perante as câmeras da televisão, camisetas com os dizeres "Palin 2012". A governadora do Alasca assegurou, na quarta-feira, que planeja seguir na cena política nacional independentemente de vencer ou não as eleições de terça-feira. McCain fechou sua participação pedindo aos eleitores que lembrem na próxima terça-feira que o mais importante é levar o país adiante, o lema de sua campanha.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUAMcCain

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.