Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Mundo dá boas-vindas à chegada de Obama à Casa Branca

Cidade homônima no japão e escola indonésia onde o democrata estudou na infância têm dia de celebrações

AP

20 de janeiro de 2009 | 08h37

O mundo deu boas-vindas nesta terça-feira desde cedo à troca de comando na Casa Branca. Em Obama, no Japão, dançarinas participaram de uma cerimônia pelo presidente eleito dos EUA, que partilha coincidentemente o mesmo nome da cidade. Na Indonésia, onde o americano morou parte da infância com a mãe e o padrasto, alunos de sua antiga escola cantaram para lhe desejar sorte. E em Hong Kong, alguns cidadadãos americanos se prepararam para festejar noite adentro. Veja também: Contas no vermelho são parte da herança maldita de Bush EUA foram os que mais perderam com Bush, diz analista  Dez lições de Bush para Obama  Veja o programa da posse de Barack Obama A vida de Barack Obama em imagens  Imagens da família Obama   Por toda a Ásia, e também no resto do mundo, a posse de Barack Obama é motivo de festejos. Em um dos eventos, em Obama, Japão, a prefeitura da cidade preparou uma festa chamada "Obama por Obama", em um templo budista. Dançarinas típicas do Havaí, terra natal do presidente eleito, dançaram a 'hula'.A cidade tem apoiado o democrata desde as primárias. Depois da vitória nas eleições de novembro, mais de mil pessoas celebraram o feito de Obama. Em japonês, o nome da cidade e do novo líder americano significam 'pequena praia'. "Como prefeito de uma cidade 'xará' de Obama, me sinto muito feliz. Esperamos muito por isso', disse o prefeito da cidade Toshio Murakami.Na Indonésia, onde Obama morou por quatro anos na infância, crianças de sua antiga escola pública de Jacarta e ex-colegas de classe estão reunidos para assistir ao discurso de posse. Muitos moradores do país esperam que depois de eleito, Obama faça uma visita à Indonésia. Rully Dasaad, que estudou com Obama no ensino fundamental, acredita que os anos na Indonésia ajudaram a moldar a personalidade do novo presidente dos EUA. "Estou orgulhoso de dizer que passei parte do meu tempo com ele. Foi crucial para crianças da nossa idade aprender sobre tolerância, pluralismo e respeito por outras culturas e religiões", disse.

Tudo o que sabemos sobre:
ObamaposseEUA: repercussão

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.