O mundo deve pressionar Irã antes que Israel aja, diz Obama

Democrata afirma que programa nuclear de Teerã deve ser interrompido antes que Israel sinta-se ameaçado

Reuters,

25 de agosto de 2008 | 15h58

O candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, disse nesta segunda-feira, 25, que o mundo deve pressionar o Irã de uma "forma séria" sobre seu programa nuclear antes que Israel sinta-se obrigado a agir. "Meu trabalho como presidente seria garantir as pressões diplomáticas contra o Irã, mobilizar a comunidade internacional contra seu programa nuclear e colocar sanções na mesa. Dessa forma, o Irã terá de realizar uma avaliação difícil", declarou o democrata, respondendo uma questão de um eleitor em um evento de sua campanha em Iowa. Veja também:Obama x McCainConheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA  "Devemos fazer isso antes que Israel sinta-se contra a parede", continuou. Obama foi perguntado quando Israel poderia considerar que possui "sinal verde" para lançar uma ação militar contra Teerã, levando em conta que até o momento não há progresso considerável nas negociações dos Estados Unidos e seus aliados para o fim do programa nuclear do país. "Não quero arriscar dizer quando Israel poderia achar que tem esse sinal verde ou não porque isso seria especulação", respondeu o candidato democrata. "O que não é especulação é dizer que temos que agir de maneira mais forte e efetiva para conter as ambições nucleares", continuou. Obama, que disputa a Presidência americana com o republicano John McCain, viajou a Israel em julho, como parte de um giro na Europa e Oriente Médio, onde se encontrou com várias autoridades israelenses.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack Obamaeleições nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.