Obama abre 14 pontos de vantagem sobre McCain, diz pesquisa

A três semanas das eleições, democrata é projetado com 53% dos votos, contra 39% do republicano

Reuters,

14 de outubro de 2008 | 19h50

A três semanas das eleições americanas, o candidato democrata à Casa Branca, Barack Obama, abriu uma vantagem de 14 pontos diante de seu rival republicano John McCain, aponta pesquisa CBS/New York Times divulgada nesta terça-feira, 14. Na sondagem, o democrata aparece com 53% das intenções de voto, contra 39% do republicano.   Após várias semanas de ataques pesados da campanha de McCain contra Obama, a pesquisa indica que seis em cada dez entrevistados acreditam que McCain passa mais tempo atacando o democrata do que apresentando suas propostas. Uma mesma margem de eleitores disse acreditar que Obama passa mais tempo expondo seus projetos do que atacando o rival, aponta o New York Times.       Veja também: McCain e Obama se preparam para último e decisivo debate Conheça os pacotes de Obama e McCain para a economia Obama consolida liderança em quatro Estados Obama x McCain  Entenda o processo eleitoral   Cobertura completa das eleições nos EUA   "Entre os independentes que são prováveis eleitores - um grupo que sempre variava entre McCain e Obama durante a corrida presidencial - o democrata lidera agora por 18 pontos. McCain liderava entre os independentes na semana passada", informa a rede CBS.   As opiniões favoráveis sobre o republicano caíram de 40% para 36%, e agora estão abaixo das opiniões desfavoráveis, que são 41%. Obama é visto favoravelmente por 50% dos eleitores registrados, e desfavoravelmente por 32%, segundo a CBS.   A pesquisa foi realizada entre a última sexta e segunda-feira com 1.070 adultos - entre eles, 972 eleitores registrados - e tem uma margem de erro de 3 pontos porcentuais.   Até três semanas atrás, ambos os candidatos apareciam empatados nas pesquisas. A subida de Obama coincide com a crise econômica, em que McCain teve um desempenho muito criticado. Os dois candidatos apresentaram novas propostas econômicas nesta semana.   Estados cruciais   Outra pesquisa divulgada nesta terça, da Universidade Quinnipiac/Wall Street Journal/Washingtonpost, indica que Obama tem uma vantagem considerável em quatro Estados onde a disputa estava acirrada.   Os resultados mostram o senador por Illinois com 54% das intenções de voto em Wisconsin, ante 37% de McCain. No Michigan, Obama lidera com 54% a 38%. Em Colorado o democrata lidera por 52% a 43%, e em Minnesota com 51% a 40%.   "A vantagem do senador Obama nesses quatro Estados cruciais é tão alta como tem sido em toda a campanha", aponta Peter Brown, diretor-assistente do Instituto de Pesquisas da universidade.   Segundo Brown, a vantagem do democrata é bastante alta e, caso McCain consiga uma reviravolta nesse cenário, seria algo "nunca visto antes na era moderna" das eleições americanas, na qual os institutos de pesquisas monitoram a opinião pública durante toda a campanha.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.