Obama descarta preocupações por ameaças de morte

Presidente eleito afirma que confia no Serviço Secreto; ele é o mandatário que mais recebeu intimidações

Associated Press,

27 de novembro de 2008 | 11h54

O próximo presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, descartou que está preocupado com sua segurança, ainda que seja o mandatário eleito que mais recebeu ameaças na história do país. Desde que Obama foi eleito, as autoridades policiais já tiveram conhecimento de cartas intimidatórias, mensagens racistas na internet e outros tipos de alertas inquietantes. Porém, o Obama afirmou na quarta-feira, 26, em entrevista para a emissora de TV ABC que não se preocupa com sua segurança.   Veja também: Gerenciar equipe econômica pode ser desafio para Obama Paul Volcker assume novo conselho anticrise Barack Obama assume risco de agir antes da posse   O gabinete do presidente eleito   "Em parte porque tenho esse grupo magnífico de homens do Serviço Secreto, que me seguem por todas as partes, mas também porque tenho uma profunda fé religiosa e no povo que me guia durante o dia", assinalou. "Meu trabalho é ter segurança do que estou fazendo, e se tenho, não devo me preocupar com esse tipo de coisa", afirmou.   Na quarta-feira, dois homens partidários de racismo e acusados de conspirar para matar o presidente eleito e dezenas de afro-americanos se declararam inocentes. Daniel Cowart e Paul Schlesselman, presos em 22 de outubro sem fiança, afirmaram que não inocentes das acusações de posse ilegal de armas e conspiração.   Diante da tensão provocada pela transição de poder, Obama afirmou que tenta manter uma alimentação saudável, se exercitar com regularidade e tenta parar de fumar agora que a campanha presidencial acabou, porém negou afirmar que já abandonou o vício totalmente. O bama, que tentou abandonar o cigarro durante várias vezes, admitiu na entrevista que teve "recaídas" durante a campanha.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUABarack Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.