Obama deve fechar nomes do futuro gabinete nesta sexta-feira

Presidente eleito dá a 5ª entrevista coletiva da semana antes de sair de férias para o Havaí, a partir de sábado

Agências internacionais,

19 de dezembro de 2008 | 08h31

O presidente eleito Barack Obama está perto de fechar o seu futuro gabinete enquanto se prepara para sair de férias, a partir deste sábado, com a família para o Havaí. Ele deve anunciar os últimos nomes de seu governo em entrevista coletiva prevista para às 17h15 (horário de Brasília) desta sexta-feira, 19, quando deve confirmar a escolha da congressista Hilda Solis para o Departamento do Trabalho e o ex-prefeito de Dallas Ron Kirk como o próximo Representante Comercial do país. O republicano Ray LaHood também deve ser anunciado para o Departamento de Transportes.   Veja também: O gabinete do presidente eleito   Obama deve ainda definir os nomes para os altos cargos dos serviços de inteligência dos EUA. Oficiais democratas disseram na quinta que o presidente eleito vai chamar o almirante reformado Dennis Blair para ser o chefe da Inteligência. Esta será a quinta coletiva de Obama nesta semana. Na segunda-feira, foi anunciada a equipe de energia e meio ambiente; na terça, a pasta da Educação; na quarta os secretários de Agricultura e Interior e na quinta-feira três reguladores veteranos do mercado financeiro.   Congressista pela Califórnia, filha de imigrantes mexicanos e nicaragüenses, Hilda Solis foi eleita pela quinta vez representante da Califórnia nas eleições americanas de novembro. Ela representa o condado de East Los Angeles, uma zona com grande população hispânica.   O congressista republicano Ray LaHood, de Illinois, é amigo do chefe de gabinete da futura administração, Rahm Emmanuel. Se confirmado, será o segundo membro do Partido Republicano no gabinete de Obama, após a manutenção do secretário de Defesa de Bush, Robert Gates, no cargo. LaHood não trabalha no Comitê dos Transportes e Infra-estrutura do Congresso, embora tenha feito isso no passado. Ele também é um conhecido opositor dos sindicatos de trabalhadores do setor dos transportes. LaHood e Emmanuel costumavam jantar juntos com colegas para fazer uma ponte bipartidária durante a administração Bush e chegaram a trabalhar juntos em projetos de lei.   Kirk, que foi o primeiro prefeito afro-americano de Dallas, de 1995 a 2001, é atualmente sócio da firma de advocacia Vinson & Elkins LLP, especializado em finanças e políticas públicas. Obama deverá anunciar a escolha de Kirk na sexta-feira. Kirk, que também foi considerado um forte candidato para secretário de Transporte, vai assumir um duro trabalho na condução da política comercial dos EUA. Três acordos de livre comércio - com a Colômbia, Coréia do Sul e Panamá - permanecem no limbo em meio a uma longa batalha sobre a política comercial entre o Congresso controlado pelos democratas e a administração republicana do presidente George W. Bush.   Obama tem se colocado ao lado do seu partido em argumentar que o governo colombiano precisa fazer mais para proteger os sindicatos de trabalhadores da violência, assim como ajudar os trabalhadores deslocados de seus empregos por causa do comércio. Como candidato, Obama prometeu trazer o Canadá e o México para a mesa para reforçar os padrões trabalhistas e ambientais no Acordo de Livre Comércio da América do Norte (Nafta, na sigla em inglês).

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUABarack Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.