Obama diz que não omitirá sobrenome Hussein na posse

Em entrevista, presidente eleito afirma que seguirá tradição e se apresentará com nome completo

Agências internacionais,

10 de dezembro de 2008 | 12h27

Em entrevista ao jornal Chicago Tribune, o presidente eleito dos EUA, Barack Obama, afirmou que manterá a tradição e assumira o cargo utilizando seu nome completo, incluindo o sobrenome Hussein. Segundo a reportagem, Obama disse ainda que pretende reconstruir a imagem dos EUA no exterior, especialmente no mundo islâmico, e que planeja visitar um país muçulmano depois da posse.   Veja também: Oposição aproveita 'venda' de cargo para atingir Obama Democratas querem eleição para sucessor de Obama no Senado   O gabinete do presidente eleito   Durante a campanha presidencial, seus rivais usaram o sobrenome do presidente eleito para ressaltar os boatos de que ele seria muçulmano. Porém Obama, se que declara cristão, afirmou ao jornal que manterá a tradição na cerimônia. "Acredito que a tradição é usar todos os nomes, e seguirei a tradição". "Não estou tentando enviar nenhuma mensagem. Farei o que todos têm feito."   "Acredito que teremos uma oportunidade única de reiniciar a imagem dos EUA no mundo e particularmente no mundo muçulmano", afirmou Obama, afirmando que deseja criar "uma relação de respeito mútuo e de parceria com os países e as pessoas de bem e que querem seus cidadãos e os nossos prosperando juntos". O mundo "está pronto para essa mensagem", afirmou.   O jornal afirma que Obama planeja fazer um discurso importante em uma capital islâmica como parte de sua apresentação mundial, mas não citou nenhum lugar específico.

Tudo o que sabemos sobre:
eleições nos EUABarack Obama

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.