Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Obama e Bush 'brigam' ao som de mariachis no YouTube

Rede Televisa transmite vídeo amador baseado em clássico mexicano do cinema de 1953

Efe,

07 de março de 2008 | 11h30

O pré-candidato democrata Barack Obama e o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, protagonizam um vídeo que circula no YouTube, onde ambos encarnam, em uma montagem, os atores mexicanos Pedro Infante e Jorge Negrete, em uma famosa cena do clássico de cinema "Dos tipos de cuidado" (1953).   Veja também: Assessor de Obama ataca política internacional de Hillary Confira a disputa em cada Estado Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA     O vídeo, de pouco mais de quatro minutos e que foi reproduzido na quinta-feira, 6, pela cadeia mexicana Televisa, foi feito por partidários do aspirante democrata à Casa Branca e termina com a frase "Vote em Obama. É um grande tipo". Nas imagens, ambos os políticos, vestidos com roupas chamativas e rodeados de mariachis, protagonizam um duelo musical na célebre comédia mexicana.   Obama encarna Pedro Infante, enquanto o chefe da Casa Branca, faz o papel de Jorge Negrete, e ambos estão rodeados de gente que ri de suas respectivas piadas. "Olá, sou Obama, e quero dizer ao povo deste país que o inimigo não é Hillary, é Jorge Bush, o George, e a ele dedico esta canção", diz em um momento o político democrata, cuja cabeça sorridente está sobreposta sobre a de Infante.   Segundo o pré-candidato presidencial democrata, "foram oito anos de pranto, de indignação e coragem" os vividos nos EUA e, a poucos meses das eleições, "não se pode esquecer o passado, nem o culpado, nem suas mortes", "que George Bush é muito mau, é o pior dos presidentes". O senador por Illinois afirma que entrará no lugar de Bush na Casa Branca e demonstrará ao povo de seu país que sabe governar.   Bush também canta, mas sua letra é pejorativa, e ele se chama de sujo e venenoso, além de dizer que todos que acreditam nele não se dão bem. "Que o calem, que o freiem, não o permitam falar! Que o povo não o escute, que não seja o que vá ganhar!", diz o presidente.   Ambos terminam seu particular choque de gênios simulando, como no trecho original, que dão as mãos. A idéia e o roteiro do vídeo, que até o momento foi visitado por quase 3 mil pessoas, é de alguém que se identifica como Memo Rentería.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaGeorge W. Bushmariachi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.