Obama e McCain saem na frente em prévias de New Hampshire

Pesquisa de boca-de-urna dá como certa vitória de Obama nas prévias de New Hampshire, com 39% dos votos

Efe,

08 de janeiro de 2008 | 20h41

O democrata Barack Obama e o republicano John McCain levaram a melhor nas votações que deram início às prévias de New Hampshire, realizadas nesta terça-feira, 8. As cidades que tiveram os votos apurados foram Hart's Location e Dixville Notch. As pesquisas de boca-de-urna dão como certa a vitória de Obama, com 39% dos votos, o que lhe consolidará como a primeira aposta dos eleitores democratas, após já ter vencido no estado de Iowa.   A senadora Hillary Clinton se encontra em posição mais difícil - vem de uma terceira colocação em Iowa e hoje poderá ficar relegada a uma segunda posição, com nove pontos de diferença de Obama, segundo os últimos dados da Universidade de New Hampshire. O ex-senador John Edwards pode alcançar apenas 16% dos votos, apesar da intensa campanha que realizou neste pequeno estado do noroeste dos Estados Unidos, com apenas 1,5 milhão de habitantes.   No lado republicano, as coisas estão mais apertadas, pois as pesquisas atribuem a John McCain o apoio de 31% dos eleitores, seguido de perto pelo ex-Governador de Massachusetts Mitt Romney, com 26%. O ex-governador de Arkansas, Mike Huckabee, que venceu em Iowa graças ao apoio de conservadores religiosos, só conseguirá hoje 13% de votos em New Hampshire, se as previsões se concretizarem.   No povoado de Hart's Location, onde vivem 42 pessoas, McCain, do Arizona, recebeu seis votos; o ex-governador de Arkansas Mike Huckabee teve cinco; o representante do Texas, Ron Paul, teve quatro votos; e o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney teve dois.   Na mesma cidade, Obama, senador por Illinois, teve nove votos; a senadora por Nova York Hillary Clinton recebeu três, e o ex-senador de Carolina do Norte John Edwards ficou com apenas um.   Na cidade de Dixville Notch, de apenas 75 habitantes, McCain teve quatro votos; Romney dois e o ex-prefeito de Nova York Rudolph Giuliani recebeu um. Entre os democratas, Obama teve sete; Edwards dois e o governador do NovoMéxico, Bill Richardson, ficou com um.   Os resultados das duas cidades têm relevância mínima na apuração total de votos do estado, mas os analistas acham que é uma previsão do que pode vir a ser o resultado final das prévias. A lei eleitoral de New Hampshire permite que as cidades com menos de 100 habitantes iniciem a votação logo após a meia-noite, e a encerrem quando todos os seus eleitores registrados tiverem votado. Em todo o Estado, onde cerca de 500 mil cidadãos são eleitores, as mesas de votação serão fechadas às 23h (de Brasília).              

Tudo o que sabemos sobre:
EleiçõesEUANew Hampshire

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.