Obama é parabenizado por maiores líderes europeus

Brown, Sarkozy e Merkel realçam 'visão de futuro', 'vitória brilhante e histórica' do presidente eleito dos EUA

AE,

05 de novembro de 2008 | 10h06

O primeiro-ministro britânico, Gordon Brown, realçou a "política energizante" e a "visão de futuro" do presidente eleito dos EUA. Ao parabenizar o democrata Barack Obama, em um comunicado, Brown afirmou que "o relacionamento entre os EUA e o Reino Unido é vital" para a prosperidade e a segurança das duas nações. "Sei que Barack Obama e nós compartilhamos muitos valores", afirmou Brown. "Temos a determinação de mostrar que o governo pode agir para ajudar as pessoas nesses tempos difíceis para a economia global", acrescentou. "Espero trabalhar bem próximo a ele nos próximos meses e anos." Veja também:Obama faz história e se elege com folga presidente dos EUAEm discurso, Obama diz que 'mudança chegou à América' Disputa foi a mais cara de todos os temposTrês fatores decidiram eleição nos EUA Veja o perfil do novo presidenteDisputa foi a mais cara de todasCampanha de Obama fez história Democratas mantêm maioria no Senado Quênia decreta feriado por eleição de ObamaEspecial: Festa por mudança Na França, o presidente Nicolas Sarkozy parabenizou o senador negro por Illinois pelo triunfo nas eleições de terça-feira. "Sua vitória brilhante recompensa um compromisso incansável de servir o povo americano", afirmou em nota. A ministra das Finanças francesa, Christine Lagarde, declarou em entrevista à TV francesa que estava "muito entusiasmada". Lagarde, que morou e trabalhou nos EUA, disse que espera encontrar alguns dos assessores de Obama na reunião do G-20, marcada para 15 de novembro em Washington. A chanceler alemã, Angela Merkel, parabenizou Obama por sua "histórica vitória" e destacou, num discurso, o compromisso com uma parceria entre EUA e Alemanha. "Esteja certo de que meu governo está plenamente consciente da importância e do valor de nossa parceria transatlântica", afirmou Merkel. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
BrownSarkozy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.