Obama encerra noite de festa com bailes de gala

Eventos marcaram o fim da posse oficial e de dois anos de campanha do novo presidente americano

Agência Estado e Associated Press,

21 de janeiro de 2009 | 09h12

A clássica "At Last" (Finalmente), de Etta James, pode ter sido justamente o que o presidente Barack Obama e sua mulher, Michelle, pensavam na noite de terça-feira, 20, quando dançavam juntos no primeiro baile inaugural, ao som da canção. O casal foi a principal atração do Baile da Vizinhança, primeira das dez celebrações da posse a que assistiram até as primeiras horas desta quarta-feira, 21.

 

Veja também:

linkObama congela processos na prisão de Guantánamo

linkEconomia e guerras ocupam agenda do 1.º dia

linkCobertura especial da posse no blog

linkObama promete reconduzir os EUA à liderança mundial

linkÍntegra do discurso de posse de Obama

linkOuça o juramento de Barack Hussein Obama icone

linkVeja galeria de fotos da festa mais imagens

linkA vida de Barack Obama em imagens mais imagens

linkImagens da família Obama mais imagens  

 

As festas marcaram o fim de um longo dia de eventos da posse oficial e de dois anos de campanha que levou o democrata à Casa Branca. Durante o dia, Obama compareceu a uma cerimônia religiosa, jurou como presidente e desfilou pelas ruas de Washington, entre outras várias atividades. À noite, o casal bailava lentamente, ao som da cantora Beyoncé. Obama largou a esposa poucos minutos depois, quando a colombiana Shakira, Mary J. Blige, Faith Hill e Mariah Carey cantavam juntas com Stevie Wonder, ao ritmo mais rápido de "Sign, Sealed, Delivered". A canção foi ouvida em quase todos os eventos da campanha presidencial.

 

Foto: AP

 

Foto: AP

 

"Eu podia dizer que era um presidente negro, pela forma como ele se movia", brincou o comediante Jamie Foxx, após o baile presidencial. Michelle estava em um vestido branco, com os ombros descobertos e com vários detalhes florais. A roupa foi desenhada pelo nova-iorquino Jason Wu, de 26 anos. "Antes de mais nada, quão bonita está minha mulher?", perguntou Obama no evento. Depois, o casal ainda teve fôlego para passar pelos vários outros eventos programados.

 

Foto: AP

 

Talvez como sinal das dificuldades econômicas, as pessoas que já haviam pagado a partir de US$ 75 para comparecer a uma das festas - e outras chegaram a pagar alguns milhares de dólares - precisaram também pagar pelas bebidas consumidas nos eventos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.