Obama ganha apoio de republicanos que apoiavam Bush

Ex-congressistas lançam site para reunir republicanos insatisfeitos com o partido em apoio ao democrata

Agência Estado e Associated Press,

12 de agosto de 2008 | 18h26

Dois ex-congressistas republicanos que costumavam apoiar o presidente dos Estados Unidos, George W. Bush, estão trabalhando para reunir membros insatisfeitos com o partido em apoio ao candidato democrata Barack Obama, com o lançamento de um site na internet. À frente estão o ex-deputado Jim Leach, de Iowa, o ex-senador Lincoln Chafee, de Rhode Island - dois republicanos moderados que, ao buscarem a reeleição em 2006, perderam seus assentos para democratas -, e Rita E. Hauser, ex-assessora de inteligência da Casa Branca que rompeu com o partido por causa da guerra no Iraque.  Veja também:Obama x McCain Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA  O site deve ser lançado esta semana e Hauser estima que umas "duas centenas de milhares" vão aderir ao movimento até a eleição, em 4 de novembro. "Simplesmente este não é um momento para a política como sempre", disse Leach. Ele acrescentou que gostaria de ver outro republicano apoiando Obama: o senador Chuck Hagel, de Nebraska, que está se aposentando e recentemente viajou ao Iraque com o candidato democrata, mas não o apoiou na corrida presidencial contra seu rival republicano John McCain. Chafee afirmou que ele e McCain tiveram algumas posições semelhantes no Senado. Eles foram os dois únicos senadores republicanos que se opuseram aos cortes de impostos do presidente Bush. Agora, o candidato republicano apóia os cortes de tributos.  "É um John McCain diferente", disse Chafee, que recentemente desfiliou-se do partido para que pudesse votar por Obama em seu Estado na primária de março. "Até ter votado no senador Obama eu nunca havia votado em um democrata, então acredito que minhas credenciais republicanas sejam sinceras", disse. Hauser, já havia apoiado o democrata John Kerry na corrida presidencial em 2004, afirmou que entre os princípios que unificam o grupo estão o compromisso de reduzir o engajamento dos EUA no Iraque, maior responsabilidade fiscal e melhores políticas na área de energia.  McCain será uma continuação de Bush, afirmou Hauser. É possível que uma reunião dos três ocorra na convenção democrata em Denver. Um porta-voz de Obama não quis comentar se eles planejam participar. As informações são do blog Washington Wire, do Wall Street Journal, reproduzidas pela agência Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.