Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

Obama promete 'renovar a promessa' do sonho americano

Falando sobre sua posse, presidente eleito faz referência ao histórico discurso de Martin Luther King

Agências internacionais,

19 de janeiro de 2009 | 14h22

O presidente eleito dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta segunda-feira, 19, que sua posse como primeiro presidente negro aumentará o trabalho de se "renovar a promessa do sonho americano". Obama fez as declarações durante o dia de tributo ao líder das lutas pelos direitos civis Martin Luther King.   Veja também: Obama planeja ações ambiciosas em sua 1ª semana Contas no vermelho são parte da herança maldita de Bush De saída, Bush telefona para se despedir de líderes mundiais Dez lições de Bush para Obama  Veja o programa da posse de Barack Obama Galeria de fotos do show  Cronologia de Barack Obama  Imagens da família Obama      "Amanhã, estaremos juntos como um povo na mesma área onde o sonho de King ainda ecoa. Enquanto fazemos isso, nós reconhecemos que aqui na América nossos destinos estão interligados", disse Obama em comunicado. "Nós determinamos que quando caminhamos, devemos caminhar juntos", disse o democrata. "E conforme avançamos nesse trabalho de renovar a promessa desta nação, vamos lembrar da lição de King - de que nossos sonhos separados são realmente um."   Os Estados Unidos marcam nesta segunda-feira o dia de Martin Luther King, com uma série de eventos comunitários chamados de "Renovar a América Juntos: um Pedido para o Serviço". No domingo, Obama compareceu ao Lincoln Memorial, dedicado ao presidente assassinado que conduziu os EUA intactos durante a Guerra Civil e aboliu a escravidão. Na ocasião, Obama demonstrou uma visão sombria quanto aos perigos pela frente.   O local foi onde King, em 1963, cinco anos antes de seu assassinato, proferiu seu lendário discurso "Eu tenho um sonho", um sonho no qual as crianças seriam julgadas pelo conteúdo de seu caráter e não pela cor da pele.   "A visão dele foi a de que todos os americanos devem dividir a liberdade para fazer de nossas vidas o que faremos; que nossas crianças cheguem mais alto que nós chegaríamos", disse Obama em seu comunicado. Para o presidente eleito, o feriado desta segunda-feira não é apenas um dia para pausa e reflexão - "é um dia para agir."   Problemas   No discurso de domingo, Obama falou da "enormidade" dos desafios que os EUA têm diante de si. "Em nossa história, foram poucas as vezes em que gerações tiveram de enfrentar desafios tão sérios quanto os que temos hoje; nossa nação está em guerra; nossa economia está em crise", apontou Obama.   Obama citou também sobre os milhões de desempregados e as pessoas que perderam suas casas por causa da crise. "Eu não fingirei que enfrentar qualquer um desses desafios será fácil. Levará mais que um mês ou um ano, e deve levar ainda muito mais", apontou o presidente eleito. "Mas apesar da enormidade da tarefa que temos pela frente, os EUA vão superar os problemas, e o sonho de nossos fundadores vai se manter vivo em nossa época", afirmou.

Tudo o que sabemos sobre:
Barack ObamaEUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.