Obama reconhece 'êxito' da escalada militar no Iraque

Candidato concedeu entrevista para a Fox; ele não admitiu que errou ao votar contra aumento de tropas

Efe,

05 de setembro de 2008 | 02h19

O candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Barack Obama, um forte opositor à Guerra do Iraque, reconheceu nesta quinta-feira, 4, que a escalada militar realizada pelo governo americano em janeiro de 2007 "funcionou como ninguém podia esperar". Obama x McCainEntenda o processo eleitoral  Cobertura completa das eleições nos EUA  Obama, que votou contra o aumento de tropas no Iraque, admitiu o "êxito" da operação militar no Iraque em uma entrevista ao jornalista Bill O'Reilly, da Fox. Esta é a primeira vez desde o começo da campanha eleitoral que Barack Obama oferece uma entrevista a esta emissora. Os democratas criticam a emissora por considerarem que apóia os republicanos. Na parte da entrevista exibida nesta quinta-feira, 4, o jornalista perguntou ao candidato democrata sobre a "Guerra contra o Terror", o Irã, Iraque e Paquistão. Durante a conversa, Bill O'Reilly pressionou Obama para que ele reconhecesse que se equivocou em 2007, quando votou contra o aumento das tropas no Iraque de 130.000 para 168.000 soldados. Obama não admitiu que estava errado, mas reconheceu que "a escalada funcionou como ninguém podia esperar, e que o nível de violência caiu no Iraque". No entanto, o candidato democrata defendeu sua decisão de se opor a esta escalada, porque "vínhamos de cinco anos de gestão desastrosa desta guerra".

Tudo o que sabemos sobre:
IraqueBarack Obamaeleições nos EUA

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.