Obama se recupera após romper com reverendo, diz pesquisa

Senador tem 50% dos eleitores democratas, contra 38% da Hillary; ele vence McCain por 51% a 40%

Efe,

05 de maio de 2008 | 04h01

O aspirante democrata à Presidência Barack Obama recupera popularidade após romper publicamente com o pastor de sua igreja, o reverendo Jeremiah Wright, segundo uma pesquisa feita pública neste domingo, 4.  Veja a trajetória dos candidatos na disputa Acompanhe a disputa entre os pré-candidatos  A pesquisa, publicada pelo jornal The New York Times e pela rede de televisão CBS, aponta que Obama recebe o apoio de 50% dos eleitores democratas, contra 38% de sua rival nas primárias, Hillary Clinton. Na quarta-feira passada, em plena controvérsia sobre o pastor, a mesma pesquisa indicava que a vantagem de Obama era de apenas oito pontos. A pesquisa mostra que se as eleições presidenciais do dia 4 de novembro fossem hoje e Obama enfrentasse o candidato republicano, John McCain, o derrotaria por 51% a 40%. Na semana passada, a enquete mostrava ambos os políticos empatados. O reverendo Jeremiah Wright repetiu na segunda-feira em um comparecimento em Washington acusações de que o Governo dos Estados Unidos divulgou com pleno conhecimento o vírus da aids entre a população negra. As declarações de Wright representaram uma queda de Obama nas pesquisas de popularidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.