Obama tem 12 pontos de vantagem sobre McCain, diz pesquisa

Senador se favorece pelo entusiasmo entre os eleitores democratas e interesse na economia, aponta jornal

Da Redação, estadao.com.br

24 de junho de 2008 | 21h38

Uma pesquisa divulgada nesta terça-feira, 24, na edição online do jornal Los Angeles Times aponta que o candidato democrata à Casa Branca Barack Obama tem 12 pontos de vantagem sobre seu rival republicano John McCain. A enquete Los Angeles Times/Bloomberg indica que Obama é favorecido pelo entusiasmo entre os democratas e o interesse dos eleitores na economia.   Veja também: Obama tem vantagem de 16 pontos na Flórida, diz pesquisa Obama x McCain  Conheça a trajetória dos candidatos Cobertura completa das eleições nos EUA    Os resultados da pesquisa conduzida na semana passada apontam que o democrata lidera com 49% das intenções de voto, contra 37% de McCain. Para o jornal, a vantagem de Obama foi alcançada graças as suas posições nos assuntos domésticos dos Estados Unidos. A maior parte dos eleitores democratas e independentes afirmaram que senador democrata poderá realizar um trabalho melhor que o republicano na economia - a questão que mais preocupa os americanos.   Por outro lado, muitos eleitores dão a McCain o crédito de ser o candidato mais experiente e que melhor pode proteger o país contra o terrorismo, de acordo com o Los Angeles Times. Esses fatores, porém, não superam a preocupação com a economia.   Para a publicação, McCain está sendo afetado por uma perda de entusiasmo, principalmente entre os conservadores que geralmente dão uma base sólida de suporte aos candidatos republicanos.   Entre os eleitores que se classificam conservadores, somente 58% disseram que votarão em McCain, enquanto 15% declararam que votarão em Obama, 14% disseram que votarão em outros candidatos (de partidos nanicos ou independentes) e 13% se declararam indecisos. Já entre os eleitores que se disseram liberais, 79% afirmaram que votarão no candidato democrata.   Mesmo entre aqueles que disseram que votarão em McCain, mais da metade afirmou que não "está entusiasmado" com o candidato republicano - somente 45% disseram que estavam. Em relação a Obama, o quadro se inverte - 81% se disseram entusiasmado com o democrata, informou o Los Angeles Times.   A pesquisa entrevistou 1.115 eleitores nos Estados Unidos entre 19 a 23 de junho. A margem de erro é de 3 pontos para mais ou para menos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.